Deslizamento de encostas: saiba como prevenir!

O deslizamento de encostas é pauta frequente nos telejornais brasileiros. Regiões serranas e cidades litorâneas geralmente são afetadas por esses desmoronamentos de terras, tornando a vida de quem mora próximo arriscada. Devido a queda de terras nos morros, é realizado constantemente pesquisas para entender melhor a causa dos deslizamentos.

É importante que os órgãos públicos se atentem a essas regiões durante os períodos de chuvas. Durante os meses de verão, é comum vermos notícias abordando sobre deslizamentos e quais suas consequências. Seja ao atingir casas próximas ou bloquear estradas causando trânsitos constantes.

Fatores que levam ao deslizamento

Alguns fatores são decisivos para o deslizamento de encostas. Podemos citar a interferência do homem na natureza, pois com a retirada da cobertura vegetal dos morros, os riscos se tornam evidentes. Assim, sem nenhum tipo de vegetação nas encostas, o solo se torna inconsistente e, quando casas são construídas nesse tipo de superfície, o perigo é eminente.

Aliado a falta de vegetação nas encostas, nas épocas de cheias, os índices pluviométricos aumentam, sendo então um grande fator para o acontecimento de catástrofes. Quando o terreno possui inclinação acentuada, com as chuvas, o impulsionamento criado pela água oferece um grande potencial de destruição. Se a espessura do solo for raso, esse problema se agrava, pois a menor absorção de água o torna ainda mais instável e propício a deslizamentos.

A falta de mecanismos de prevenção e fiscalizações por parte dos órgãos públicos tornam os índices de deslizamento de encostas ainda maior. Assim, é preciso que as autoridades estudem os terrenos das encostas e criem soluções eficientes para quem mora as margens desses morros. Visto que, por meio de prevenção é possível evitar grandes catástrofes por consequências de deslizamento.

Telas de estabilização

Uma das soluções para a estabilização de encosta é a aplicação das chamadas telas gabião. Essa tela é muito utilizada as margens de rios ou em beiras de estradas. Possuem uma estrutura parecida com um muro feito de pedras e tem como objetivo a contenção e barragem da água.

Com o formato de gaiolas metálicas fabricadas por fios de aço galvanizado, os muros de gabiões necessitam de pedras para que seu uso funcione. Assim, com o preenchimento do espaço vazio por rochas de vários tamanhos, a tela gabião se torna uma saída para a contenção de deslizamento de encostas.

Para que esse tipo de contenção tenha efeito, é importante que seja montado de forma manual. Ou seja, uma por uma. as pedras são colocadas dentro da estrutura, resultando assim em um trabalho mais certeiro.

Assim, com o muro instalado, é possível notar duas importantes características em relação a prevenção de um possível deslizamento de terra. A flexibilidade é uma delas. Por ser uma estrutura flexível, o gabião permite que o muro sofra pequenas movimentações sem que o terreno perca estabilidade.

A permeabilidade do muro de gabião é a outra característica importante. Porque, no processo de acomodação das pedras, alguns espaços vazios são deixados entre elas. Assim, apresenta-se então um caminho para que a água presente no terreno drene, resultando no não acúmulo de água que colabora para deslizamentos.

Procure um especialista!

O deslizamento de encostas é um problema frequente no Brasil e requer atenção. Por isso, a Ômega Telas se preocupa em oferecer o que há de melhor no setor para que você possa utilizar nossas telas da forma mais eficaz possível.

Somos especialistas em telas e podemos esclarecer todas as suas dúvidas sobre o muro gabião. Entre em contato conosco e saiba mais sobre essa opção de contenção de deslizamento de encostas!

, , ,
Post anterior
Saiba a importância das telas fachadeiras!
Próximo post
Muros ou grades?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu